domingo, 24 de agosto de 2014

Festa: Academia Ninja do Tarso!



Faixas ninjas, meninos dando voadoras no ar, doces, cupcakes, gritaria, risadas e confusão. Festa de filho está entre os dias favoritos do meu ano. As semanas que antecedem a festa, com preparativos e longas tardes com minha mãe inventando moda, também! Meu filho faz 8 anos em novembro, mas esse ano antecipamos bastaaaante a festa por um monte de motivos: fugir da chuva, obra pra encarar, mudança de apartamento, viagens de familiares, trabalho de conclusão de curso... Então fizemos a farra nesse fim de semana. O tema escolhido pelo pequeno foi Academia Ninja do Tarso. Com pouco investimento e muita dedicação deu pra fazer uma festa linda para os familiares e amigos da escola. Tudo no quintal da casa do vô Jorge. Aí vão algumas imagens e dicas de como preparar uma festa Ninja! Espero que gostem!


 Lanternas japonesas compradas em lojas de festa (entre R$ 7,90 e R$ 10,90 cada). As lanternas vermelhas com o símbolo da longevidade budista (que por um acaso é parecido com a suástica nazista, socorro!) meus pais trouxeram de uma viagem para a Ásia.


Sushis de pasta americano, que fiz com a super ajuda da minha cunhada 


Cupcakes de churros. A melhor invenção do ser humano. rs. Na ponta, canudos de papel com uma cabeça de ninja recortada na cartolina. No fundo, brotos de bambu da sorte (R$ 6 cada talo)


Bolo da Dona Sara! Sucesso garantido!



Pirulitos embrulhados com papel crepon. A faixa "Tarso 8 anos" foi feita com E.V.A.


O ninja também foi presente do Japão dado pelos avós


Na foto eles ficaram na sombra, mas em cada lado da mesa tem um bonsai, comprado no Ceasa por R$ 14,90 cada



Bandeirinhas do Japão compradas na época da Copa por R$ 15


Penduramos origamis feitos em papel fantasia. Quem dobrou dezenas deles foi meu irmão querido!



A arte de comer brigadeiro antes do parabéns!
  

A inspiração pra toda vida!


 Não teve cama elástica, nem animador, nem brinquedos infláveis. A piscina e a imaginação garantiram a farra!


Turma boa!


Na casa da árvore também teve bagunça
  

Concentrado no pedido. Todo mundo ganhou uma faixa ninja na hora do parabéns. Compramos 2 metros de malha preta e fizemos os desenhos na faixa com tinta para tecido vermelha e tinta relevo branca.


Quando a noite chegou foi a hora de acender as luzes que vieram acopladas nas lanternas vermelhas. E ligar as lâmpadas amarelas montadas pelo meu pai


Fim de festa, boca suja de chocolate, mesa semi destruída e um menino muito feliz


Cabo de guerra fez o maior sucesso!


Meninos loucos pra tocar na espada ninja que penduramos lá no alto. Não é afiada, mas mesmo assim estava longe das mãozinhas curiosas


Senhor Miyagi no clima ninja



Convidados queridos!!!!!


O convite. Mais uma vez trocamos os presentes por doações. Ano passado doamos para um lar dos velhinhos. Esse ano Tarso pediu para ajudarmos crianças carentes, e então escolhemos o Lar das crianças - casa de Ismael. Eles aceitam todo tipo de doação e o link para mais informações está aqui: http://www.casadeismael.org/a-instituicao/historia/


Família querida que embarcou nas minhas invenções!!!!!!!!!!!! Amo vocês!

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Aqui se Mora - Casa da Lu

Eu tava viajando e nem tive tempo de atualizar aqui a minha coluna lá no Casa de Colorir, que saiu dia 20. Em tempo, a casa linda da Lu e do Roberto <3



Maria Fernanda Seixas



São inúmeros livros de culinária. Um monte de aparelho tecnológico. Um manequim. Quadros de todas as sortes. Tecidos de todos os tipos abraçando a mobília. Paletas e mais paletas de cores. Não precisa nem conhecer a família que mora nesse apartamento multicolorido para entender dos gostos, das preferências e da história da Lu Barbo, do Roberto e da Ciça. Tá tudo estampado e impresso em cada prateleira, misturado em cada bancada, em cada enfeite ou em cada arte solta pela casa. O amor pela gastronomia, pela moda, pela tecnologia, pelas viagens e pelos amigos... tudo com a personalidade necessária para transformar o conjunto de informações em um lar cheio de alegria, história e beleza. Uma casa sem medo de ser feliz e de ousar. Da porta amarela que recebe os convidados ao cafezinho quente (ou à cervejinha gelada), tudo ali te dá um abraço de boas vindas e te faz um convite para sentar e ficar. Quem quiser saber mais sobre eles vale visitar o blog da Lu, com dicas de moda, dieta e decor, e seu site profissional sobre gastronomia http://lucianabarbo.com.br/.




Quem: Luciana Barbo O que faz: Colunista de gastronomia da rádio CBN Brasília, assessora de imprensa e blogueira Definição do espaço: creio que minha casa refletia o meu gosto pessoal. Sei de o de veio cada peça e cada uma delas tem uma história. Casa sem história é muito chata. Peça favorita: sem dúvida é o sofá. Não vendo, não troco e não dou! Além de lindo, ele custou super pouco. É daquelas peças que surpreendem até mesmo quem tem um olho treinado. Ambiente favorito: A sala. É onde nos reunimos para conversar, até porque lá não tem televisão. Falta ainda: Uma divisória de vidro entre a cozinha e a área de serviço e um forno elétrico grande e potente. Inspiração: Tudo para mim é inspiração. Desde um tecido a uma peça vista num brechó ou numa loja chique. E adoro as revistas e os blogs de decoração. Dica: Use referências e gostos pessoais para decorar sua casa. E a partir daí mescle objetos caros com baratos, modernos com antigos. Deixe a sua casa com a sua cara. Não tem nada mais cool.


Na sala de estar os contrastes se entendem. O sofá cinza ela garimpou em uma loja velha de usadão e reformou. O vermelho ela ganhou quando um antigo trabalho que fechou as portas e doou os móveis.


A textura da parede é uma tinta que depois é encerada, imitando a ideia do concreto aparente


A porta amarela



A cozinha americana e a mesa de jantar



Mais sala



O passa pratos


A textura da geladeira ela fez recortando papel contact preto



Lu e sua amiga fizeram esse quadro incrível com recorte de papéis pintados


Estante-biblioteca-bar



A luz do apê dispensou as cortinas



Telhados



Gastronomia por todo o lado



Mãe e filha



Um pouco do corredor



Coleções

A parede de cobogós que divide a área de serviço do corredor. Os cobogós são de concreto mesmo, muito mais baratos do que aqueles esmaltados. Ela passou massa, lixou e pintou de amarelo. A cara de Brasília.





Quarto do casal



Concreto na casa toda



Cabeceira de quadros




Penteadeira ao lado da cama



O outro lado do quarto



O gato tomando um solzinho


Detalhes


Cores



Fitas coloridas esconderam imperfeições da mesa de jantar



Ciça e Lu =)

Postagens populares